RAFA NUNES

NUM ROLÊ PELO CENTRO DE SÃO PAULO

20.01.2021

Rafa Nunes , 21 anos, Poeta, escritor, slammer, roteirista e modelo.

Como e quando começou seu interesse por poesia e sua carreira, qual foi sua trajetória?

Meu interesse pela poesia começou bem cedo, pela arte em si. Comecei dançando aos 6 anos de idade em festas em que eu ganhava premiações como destaque, e fui estendendo isso até os 12 anos, em que me apresentava como cover do Michael Jackson. Mas aos 9 ganhei um diário, e meu dia-a-dia eu retratava muitas vezes rimando, mesmo sem saber. Aos 13 entendi que aquilo era poesia e que eu podia escrever de uma forma que pudesse interligar as pessoas. Mas ainda não me enxergava como artista, foi só com uns 15 pra 16 anos que com o apoio dos meus amigos mais íntimos, comecei a divulgar meus textos nas redes sociais, e isso tomou proporções maiores, até o momento que conheci os campeonatos de poesia falada, o slam e saraus também. Daí não parei mais, corri São Paulo e até outros estados competindo, poesia é um caminho sem volta.

Como é o processo de criação para o os seus poemas/músicas?

Eu costumo dizer que sempre estou em processo de criação, gosto muito de séries e filmes, documentários e me informar sobre o processo de criação de outros artistas que eu gosto, pois uso tudo o que eu tenho para produzir, quanto mais bagagem cultural, experiências e vivência a adquiro, sinto que enriquece minha escrita e o que quero transmitir para as pessoas. Gosto de conhecer pessoas e conversar, porque quando sento para escrever, tudo o que absorvi é usado, em um processo bem íntimo e detalhista quando escrevo. Tudo, nas minhas poesias é pensado.

Agora falando das roupas. Tirando marca ou modelo, o que esse objeto representa pra você?

Pra mim, representa comunicação, a roupa é uma extensão visual do que, e como você pensa e se coloca no mundo. Desde cores, a cortes, texturas e estilos, amo moda, é um universo que gosto, pois entendo como comunicação.

A gente veste idéias. Qual é o papel das roupas no seu corre diário?

Quando me visto uso alguns pilares pra isso, que são, conforto, funcionalidade e originalidade. Se eu não estiver confortável não uso a peça de roupa, se é uma peça que me impede de correr, agachar, pular, fazer coisas corriqueiras também não uso, e também não suporto a ideia de estar igual aos outros, por isso uso muitas roupas de brechó pois além de ser mais sustentável para o planeta, já que a indústria têxtil polui bastante, consigo montar looks que não veem com tanta frequência e me destacar dos demais, não por extravagância, e sim por ter meu próprio estilo. Sou um cara autêntico e que busca sempre pensar fora do senso comum, sinto que minhas roupas devem expressar isso também.

O que você curte fazer nas horas de lazer?

Gosto de escrever, dançar, ouvir muita música, andar de bicicleta, fazer boxe e conversar com quem eu gosto. E ah comer, comer besteira rs.

O que tá tocando nos fones nos últimos dias?

Ultimamente tenho ouvido muito Drake, Pirâmide Perdida, Sain, Reinaldo, Jay-Z, Pop Smoke e varios artistas do Brasil que fazem Drill, Drill é o futuro mano!

O que você achou das peças da coleção de verão?

Sinceramente? Achei muito muito foda! Camisetas com um caimento perfeito, e cortes diferenciados, bem como eu gosto! Qualidade dos acessórios, das bags, se equiparam a qualquer grande marca que o pessoal tá acostumado a comprar. Fora que achei super jovial e que comunica com a juventude, não é mais uma marca que lança estampas de personalidades pretas e só. Achei o conceito muito bem encaixado. Zumbiido é foda! Poucas!

Como a mensagem da marca chegou até você?

Sempre acompanhei a marca, e o bloco, então sempre estou vendo os lançamentos, e as pessoas que fazem parte são meus amigos também. Compactuo muito com a linha de pensamento da marca, a produção, tudo, então acho que chegou de forma natural. Mas nunca escondi a vontade de querer trabalhar ou fazer parte rs.

O que é autonomia para você?

Pra mim é a vontade e capacidade de se autosustentar e governar sabe? Não depender de nada e de ninguém, tem a ver com autossuficiência e organização. Autonomia vem do espírito, um ímpeto forte que nada contra aquilo que é imposto pra gente, e você conseguir se opor a isso de forma plena.

Plano futuro/ novidade pro mundo:

Meu plano para o futuro é investimento, financeiro e intelectual, tô tentando passar pros meus pretos que os frutos disso quem vai colher são filhos, netos e olhe lá, mas que esse é o caminho, construção imediatista é querer dar passo maior que a perna, paciência, persistência e organização são o rolê! Novidade pro mundo é o Drill rs, mas falando sério, acho que não tem muita novidade, tudo já tá aí, a gente tem que usar nossa memória e sabedoria ancestral pra resgatar o que já foi semeado, plantar e colher direito dessa vez. Fé!

PRECISA DE AJUDA

CONTATO

Estamos disponíveis em:

sac.loja@zumbiido.com.br

WHATSAPP: +55 11 94440-2737

DO ASÈ DAS MÃOS PRETAS

DIÁSPORA - SÃO PAULO - BRASIL

  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter

©2021 ZMBSTORE, INC. UMA EMPRESA DO EGBÈ ZUMBIIDO.